Artrose

A artrose, também conhecida como osteoartrose, trata-se de um fenômeno natural do envelhecimento. É o envelhecimento da articulação, com o desgaste da cartilagem de revestimento articular. A cartilagem é uma superfície extremamente lisa, que permite um deslizar com um nível mínimo de atrito entre os ossos. Quando ocorre o desgaste da cartilagem o atrito aumenta, levando a dor e limitação de mobilidade.
A cartilagem articular é um tecido pouco vascularizado, com uma capacidade regenerativa bastante limitada. Esse é o maior desafio do tratamento do paciente com artrose, pois ainda não existe um tratamento medicamentoso eficiente para obter a cura da artrose.

A artrose pode ocorrer

A artrose pode ocorrer devido a condições primárias, as quais são multifatoriais e difíceis de identificar uma causa, ou por condições secundarias, onde conseguimos identificar uma causa para o desgaste articular. Lembrando que todos os indivíduos sofrerão de algum grau de desgaste articular ao longo da vida. As causas secundarias podem estar relacionadas a doenças da infância, a fraturas e outros traumas, ao formato ósseo do paciente e a doenças sistêmicas como as artrites por exemplo.

Patologia

A artrose é uma patologia que vem aumentando de prevalência na população com o envelhecimento, tornando-se um problema de saúde pública. Como é uma condição de saúde degenerativa seu tratamento é difícil e não é curativo, levando os pacientes a inúmeras consultas médicas com resultados muitas vezes frustrantes.

Tratamento não Cirúrgico

Os sintomas da artrose são dor articular e rigidez. Essa dor pode ser irradiada e confundir tanto o paciente quanto o médico. Um exemplo típico é o paciente com dor crônica no joelho e exames normais, quando na verdade ele apresenta artrose no quadril. O mesmo pode ocorrer na coluna lombar e nas diversas articulações. Por isso um exame físico completo por um médico especialista pode evitar exames desnecessários e tratamentos ineficientes.
No início da patologia a dor é indolente, com crises associadas a limitação mais importante. As crises melhoram com o tratamento anti-inflamatório, porém se tornam mais frequentes com o avançar da patologia até um momento em que as dores se tornam constantes. Existe tratamento para os diversos graus de artrose, que quando indicados na fase correta da patologia podem retardar sua progressão e melhorar a qualidade de vida.